BLOG | AGENDA |  QUEM SOMOS |
Loading

Quem realmente é você?

14.9.15 |


Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus?
Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.
E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus.
1 Coríntios 6:9-11

Faço essa pergunta pra você responsável der em particular. Na sua intimidade, seu caráter, no secreto do seu coração, como verdadeiramente você age?
Na carta de coríntios, o apóstolo Paulo, nos fala uma lista de quem não herdará o reino dos céus: impuros, idólatras, adúlteros, efeminados, sodomitas, ladrões, avarentos, bêbados e entre outros. Alguns desses nomes estão em suas vidas? Ou você realmente foi transformado?
Creio que você foi lavado pelo sangue de Cristo e que tenha uma vontade santificação.
Muitas vezes vejo o contrário em algumas pessoas, parecem não levar Cristo a sério.
Deus quer que revelemos nossa identidade, a nossa verdadeira identidade. Você diante das pessoas é uma coisa e no particular é outra? Nós como filhos de Deus temos uma identidade a ser revelada. Que a sua possa ser parecida com a de Cristo, pois esse é o desejo do coração de Deus.

Venha com esse sentimento pro Regional. Será power. Deus vai te surpreender!


Leia mais

Crise de Identidade

3.9.15 |



Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno. 1 João 2:14 b.

Certamente você que é jovem já viveu alguns dias de Crise de Identidade, onde questionamentos como: “Para que eu existo? Quem eu sou? Como devo agir? ”, já preencheram seus pensamentos. Todas essas interrogações, relacionam-se diretamente a sua identificação como pessoa participante de uma sociedade e que busca responder às demandas da mesma. Por exemplo, a profissão, o cônjuge, a paternidade ou maternidade... 

Todas essas questões nos deixam muito doídos, porque além de serem muitas, ainda há a pressão das pessoas próximas e uma ansiedade própria do processo pela obtenção de respostas. Contudo é preciso experimentar essa etapa.

Segundo a ciência todo ser vivo nasce, cresce, se reproduz e morre. São etapas observadas durante o crescimento de um indivíduo. Então que relação pode haver entre nossa vida natural com a vida espiritual? Basta lembrar-se do encontro de Jesus com Nicodemos (João 3. 1-21) onde Cristo reponde-o que para viver eternamente era preciso nascer de novo.

Se nascemos de novo para o Senhor, certamente em nossa vida espiritual vivenciaremos as mesmas fases da vida natural (exceto a morte eterna). Primeiro seremos como bebês, depois como crianças, adolescentes, jovens.... No processo da caminhada diária com Deus, através de Seu alimento sólido, a bíblia, Ele nos dá o crescimento.

Então você que é jovem na presença do Senhor e deseja obter respostas às questões espirituais da sua vida, como o seu chamado, a sua identidade em Deus e o que Ele espera que você faça, não perca tempo e venha nos encontrar no Regional de Jovens 2015, eu e mais uma galera sedenta por respostas estaremos lá, na certeza de que seremos saciados pelo nosso Pai. 

Só os fortes reconhecem que não sabem todas as respostas mas escolheram o conselheiro certo para os guiar.


Leia mais

Qual é sua missão?

26.8.15 |




Quem é você? Romanos 8:16 (“O Espírito de Deus se une com o nosso espírito para afirmar que somos filhos de Deus”) diz que estando o Espírito de Deus presente em nossos corações, Ele nos testifica que somos filhos de Deus sendo co-herdeiros da herança recebida por Cristo. (Romanos 8:17 diz: “Nós somos seus filhos, e por isso receberemos as bênçãos que ele guarda para o seu povo, e também receberemos com Cristo aquilo que Deus tem guardado para ele. Porque, se tomamos parte nos sofrimentos de Cristo, também tomaremos parte na sua glória.”). 

Depois que isso é revelado à nós, devemos entender quais objetivos nós devemos alcançar no Reino. Se nós fomos impactados, devemos impactar. Se fomos transformados, devemos transformar. Se fomos servidos é para que sirvamos aos outros.

“Tropa, qual é sua missão?”

O chamado de Cristo para as nossas vidas é universal. (Mateus 28:19 e 20 diz: “Portanto, vão a todos os povos do mundo e façam com que sejam meus seguidores, batizando esses seguidores em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo 20e ensinando-os a obedecer a tudo o que tenho ordenado a vocês. E lembrem disto: eu estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos.”) Todos nós que já nos encontramos com Ele, devemos repassar as transformações em nosso caráter que foram promovidas pelo caráter Dele onde estivermos. Ele disse: “Seja luz! Seja sal!”, ou seja: “Seja a diferença”. O problema é quando por alguma razão negligenciamos sua ordem. Talvez você não queira se envolver por várias razões: desconhece o chamado específico da sua vida; ou mesmo sabendo, o rejeita; se acha incapaz ou ‘é muito tímido’; etc.. Isso se torna um problema porque nos foram dados talentos para cumprir nossa missão que serão cobrados no Grande Dia. Além disso, a árvore infrutífera será lançada fora...


Em nome de Jesus, lance fora essas desculpas e cumpra a missão que Ele te deu!


Leia mais

Quem é você?

13.8.15 |



E este foi o testemunho de João, quando os judeus lhe enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para que lhe perguntassem: quem és tu? João 1:19.

Se defina em uma palavra. Difícil hem? rs E ao olhar pro seu passado? Tenho certeza que você viveu algumas fases que ao lembrar você se pergunta: “Quem eu era?”, “Como eu fui assim?”, mas não se envergonhe, o essencial hoje é saber exatamente quem você é!

Crise de identidade é quando alguém pensa que é o que não é, ou acredita ser o que nunca foi. A pessoa em crise de identidade vive em confusão, ilusão, conflitos, mentindo pros outros pra sustentar histórias que na realidade não existem. Resumindo: a pessoa em crise de identidade tem uma visão distorcida de si mesma.

No entanto, João Batista não sofria desta crise, ele sabia exatamente quem ele era e consequentemente quem ele não era quando os fariseus lhe interrogaram sobre a sua identidade.


Susan Brownell Anthony, escritora americana, disse certa vez: “Não confio em gente que sabe exatamente o que Deus quer que elas façam. Sempre coincide com aquilo que elas próprias desejam". Com toda humildade do mundo eu te digo: Ela estava errada! É necessário que saibamos exatamente quem nós somos, quem nós somos em Deus e para que fomos chamados, para que possamos vivermos uma vida Plena de acordo com a vontade Dele.

Silencie para seus opressores e esteja sensível para ouvir a voz de Deus, você é exatamente aquele quem Ele diz que você é, e Ele tem planos perfeitos para sua vida.

http://www.noticias.femejo4re.com.br/2015/06/aberta-as-inscricoes-para-o-congresso.html

Leia mais

Testemunho: Projeto Neemias

29.4.15 |




"O Projeto Neemias foi incrível. Foi maravilhoso ver Deus agindo e falando de diferentes formas com os participantes, conforme as necessidades e expectativas individuais. Nos mostrou que enfrentaremos muitas luta, no entanto podemos ter a certeza que Ele está sempre conosco nos fortalecendo. Nos ensinou que nosso chamado começa com um relacionamento íntimo com Ele e é necessário disciplina, planejamento e tempo. Que às vezes temos que esperar e enquanto esperamos, devemos orar e jejuar. Temos o desafio de cuidar de uma juventude cada vez mais diversa, devemos ter a responsabilidade de conhecer intimamente cada um e conciliar essa multiplicidade. Destacou-se também a importância de sermos lideres sensíveis espiritualmente, contagiantes e influenciadores e principalmente servindo em todo o tempo. Precisamos estar dispostos, disponíveis e obedientes. Com motivação, compromisso e foco, vamos cumprir o ide de Jesus. Anunciando ao mundo esse Deus maravilhoso, que nos ama imensamente e que mudou nossas vidas e quer mudar a deles também."

Camila Moura 
SD de Jovens do Centro do ES

Leia mais

Entre mim, ti e nós.

14.2.15 |


O que temos visto e ouvido anunciamos também a vós outros, para que vós, igualmente, mantenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho, Jesus Cristo. Estas coisas, pois, vos escrevemos para que a nossa alegria seja completa. 
(1 João 1. 3-4)

Tenho me convencido cada vez mais da importância que Deus dá para um caminhar acompanhado. Na Bíblia, podemos constatar vários personagens que quando chamados e vocacionados por Deus, encontram em seu caminho alguém que lhes sirva de amigo para a jornada. Vejamos... 

Abrão quando recebe a promessa leva consigo sua esposa Sarai e seu sobrinho Ló (Gn 12.5). Moisés estava só no monte Horebe, e tendo o Senhor falado do meio da sarça ardente faz com que ele regresse ao Egito. No caminho Deus envia Arão para se encontrar com Moisés (Ex 4.27). Davi viveu muitas aflições enquanto Saul reinava. E então lemos um dos exemplos mais bonitos de amizade (Davi e Jônatas) (1Sm 18.1). Jesus ao enviar seus discípulos para anunciar o Evangelho da Paz os organizava de dois a dois (Mc 6.7). 

A Bíblia inteira sugere a comunhão, dada basicamente pelo relacionamento, com Deus e com a família da fé. Neste sentido estou convicto que o Reino de Deus se estabelece entre mim e meu irmão, importando-nos cuidar com a forma que este Reino será instituído, afinal, não é qualquer reino. É preciso buscar a perfeita comunhão. 

Para alguns é loucura imaginar uma família formada por pessoas pecadoras alcançando algo que é perfeito e desejável aos olhos de Deus, como vemos no Salmo 133: “Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. [...] porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre”. NOTA: Gostaria de ressaltar sobre o Salmo anterior, que existem bênçãos que o Senhor só derrama enquanto estamos reunidos como Corpo. 

Voltando à leitura de 1 João 1 temos os seguintes versículos: Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça (7-9). 

Portanto o segredo está na remissão de nossos pecados, em perdoar e ser perdoado, em confessar e ser curado, desta forma alcançamos a perfeita comunhão e por conseguinte o óleo que é semelhante ao derramado sobre a cabeça de Arão (referenciando novamente o Salmo 133). 

Senhor, venha o Teu Reino sobre nós, estabeleça-o no meio do Teu povo, dê nos a capacidade de liberar o perdão para que Teu Corpo cresça em perfeita comunhão e tenhamos o gozo de vivenciar a bênção e a vida eterna que Tu tens prometido à Tua Igreja. Em nome de Jesus. Amém.

por Matheus

Leia mais

Verdade.

5.2.15 |

Oi pessoal! Hoje o texto é pequeno! Na real, é um pensamento que tenho tido nas últimas semanas vendo algumas coisas no meio cristão.

Lendo um dos evangelhos uma coisa me intrigou muito: a insatisfação de Jesus com os fariseus. Os caras viviam nos templos, mas o coração deles estava muito longe daquilo que faziam naquele lugar. Para eles valia mais o externo do que o interno. Mais a fantasia do que a realidade. Mais a religiosidade do que o amor.

“Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim; Em vão, porém, me honram, ensinando doutrinas que são mandamentos de homens. Porque, deixando o mandamento de Deus, retendes a tradição dos homens; como o lavar dos jarros e dos copos; e fazeis muitas outras coisas semelhantes a estas.” (Marcos 7:6b-8)

Às vezes me pergunto: será que sou fariseu contemporâneo? Será que aquilo que prego e acredito tem sido revelado através da minha conduta? Será que prego o amor de Deus (que recebo e devo repassar), mas, dentro de casa não o vivo?

Estendo essa pergunta para você... Você é fariseu do século XXI?

Jesus nos chama para viver a verdade na Verdade (que é Ele):

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (João 14:6)

Colocamos em nós uma máscara que privilegia e relativiza nossos próprios pecados, mas que condena os dos outros. Não que não possamos ajudar os nossos amigos em seus pecados. O problema está na hipocrisia em que tratamos os nossos e os pecados deles!

Às vezes se despir de uma máscara é difícil, porque isso requer de nós o reconhecimento da nossa humanidade (e, portanto, da nossa natureza) e não é fácil se desfazer do orgulho, da vaidade.


Que nosso Deus possa mudar nossa mentalidade a partir desse reconhecimento e retirar a hipocrisia de nosso coração!

Leia mais
Próxima Página